Setembro: mês de prevenção ao suicídio

Instituída pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2015, a campanha que elegeu setembro como o Mês de Prevenção ao Suicídio, tem o objetivo de mobilizar ao redor mundo governos, profissionais de Saúde e a sociedade de um modo geral no amplo debate sobre o suicídio, tirando-o da penumbra histórica que o invisibiliza sob o véu do tabu e da ignorância.

Considerado um grave problema de saúde pública na contemporaneidade, o número de casos de suicídio vem aumentando exponencialmente nas últimas quatro décadas, afetando principalmente a população mais jovem, de faixa etária entre 15 e 35 anos.

 

A Psicologia precisa falar sobre o suicídio.

O Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro endossa a campanha “Setembro Prevenção ao Suicídio” e convoca as (os) psicólogas (os) à reflexão sobre essa temática, que possui não apenas causas associadas a transtornos de ordem mental, mas também está frequentemente associada a situações de vulnerabilidade socioeconômica, violações de direitos, violência e intolerância contra grupos oprimidos.

Não à toa, a OMS estima que 75% dos casos de suicídio venham de países de média e baixa renda, onde situações de violação de direitos e fragilização socioeconômica são mais comuns.

E nós, profissionais de Saúde Mental, devemos estar atentas (os) a essa preocupante conjuntura, promovendo, através de nossa escuta qualificada, a inclusão e o acolhimento à diferença e ao sofrimento psíquico em meio a uma sociedade que produz violência, silenciamento e adoecimento em diversos níveis.

Vale lembrar que a Psicologia brasileira conta – para além de todo o seu arcabouço científico, técnico e teórico – com duas importantes publicações para auxiliar a (o) psicóloga (o) e demais profissionais integrantes de equipes de Saúde Mental em equipamentos públicos ou privados. Em 2006, o Ministério da Saúde elaborou o Manual de Prevenção ao Suicídio e, em 2013, o Conselho Federal de Psicologia publicou em seu site a cartilha “Suicídio e os desafios para a Psicologia”, ambos disponíveis para download e visualização gratuitos.

Relembre também a palestra “Precisamos falar sobre suicídio” que fez parte da programação da 12ª Mostra Regional de Práticas em Psicologia.

 

0
Seja o primeiro a comentar!
Escreva aqui seu comentário...